jusbrasil.com.br
1 de Junho de 2020

[Vídeo] Entrevista Renato Porto – Série “Sucesso no mundo do Direito” #05

Uma vez mais, falando sobre sucesso no Direito, com quem chegou lá

Fabricio Almeida Carraro, Advogado
há 7 meses

Renato Porto é conhecido não apenas no meio jurídico, mas também entre os consumidores em geral, pois cumpre sua missão de informar e educar através da rede. Para o público leigo, sustenta no Youtube o canal “E agora Renato?”. Já para os pares, mantém um canal no Telegram, onde compartilha as últimas da área consumerista. Também posta bastante conteúdo no Instagram.

Nesta agradável entrevista, onde deixa com seu exemplo uma verdadeira trilha para aqueles que buscam o sucesso no Direito, começa falando daquilo em que não foi exatamente por escolha que as coisas aconteceram em sua vida: iniciou no Direito seguindo o modelo familiar, pois sua mãe era advogada.

Conta que teve infância pobre, e quando jovem iniciou uma faculdade particular, concluída com muito esforço. Foi aluno convidado para a primeira turma da faculdade em Direito do Consumidor. A partir daí foi trabalhar no PROCON, quando se encantou com a área, na qual optou por exercer a advocacia. Em seguida foi contatado para lecionar o Direito Consumerista.

Resume a trajetória até esta etapa da vida e da carreira dizendo que “foi escolhido” por várias vezes. Mas completa: “As oportunidades foram aparecendo e eu fui agarrando essas oportunidades”. E em algum ponto da história, Renato mudou os rumos: “A partir de um determinado momento eu começo a tomar o leme da vida”.

Recorda que há quatro anos fez uma formação em coaching, em seguida master coaching, depois programação neurolinguística, técnicas de psicanálise…e conclui: “aí fui entendendo a natureza humana (…) aí eu falei: é isso!”.

O case de sucesso impressionante que marcou a transição nesta fase foi um teste do conjunto de técnicas, com alunos selecionados para um treinamento especial para passar na OAB, no qual foram selecionados alunos a partir do 7º período. O resultado? 100% de aprovação.

Desde então incluiu o treinamento de pessoas em suas atividades profissionais. Sobre a carreira jurídica, relata: “O que eu mais escuto é: estou perdido”, mencionando a comum situação de muitos acadêmicos e recém-formados.

Perguntado sobre se pensou em largar o Direito, relembra: “Advocacia não é fácil”. Mas também “é maravilhosa, e como todas as profissões, tem seus problemas.” Conta inclusive que teve um final de ano no qual que passou sem um real na conta. E justifica: “Não tinha um norte”.

Sobre sucesso, é categórico: “Sucesso não é dinheiro”. Complementa dizendo que “Pode ser”, a depender dos valores de cada pessoa, lembrando das vitórias da avó ao criar a família.

Em uma definição, “Sucesso é aquilo que individualmente te realiza (…) Sucesso é a materialização dos seus valores”. E deixa expressamente a questão, a qual reproduzimos para quem acompanha nosso blog e nosso canal: “O que que é valor para você? ”.

Para quem está começando no Direito, diz: “Procure um amigo coach”, e explica o porquê, citando uma série técnica de perguntas: “Este treinador vai te ajudar a estabelecer a clareza, depois o caminho, depois a caminhada e por fim, a resiliência para você continuar fazendo aquilo até você conseguir”. Renato salienta o propósito, algo individual, a ser descoberto através do autoconhecimento, o qual repercute na necessária resiliência: “Quando você encontra seu propósito, você é resiliente”. Com ênfase, diz: “Esta é a sacada (…) Se não você vai fazer um pouquinho e daqui a pouco desiste (…) Alguma coisa tem que fazer teu olho brilhar, todo mundo é bom em alguma coisa (…) Você tem que estar focado para chegar, uma hora acontece”. Exemplifica inclusive com seu próprio uso da habilidade da resiliência na densa rotina de advocacia, aulas, palestras e viagens.

Indagado acerca de como divide seu tempo, incluindo períodos com a família, diz separar momentos para tudo: “Eu consigo ter meu escritório, consigo ser professor, consigo correr atrás do meu propósito, consigo dar treinamentos, consigo viajar…e me sobra tempo…”. Renato evidencia a questão da priorização e do planejamento para aqueles que afirmam não ter tempo: “Quando você afirma que não tem tempo, é porque aquilo não é uma prioridade para você, todo mundo tem tempo, ou você não está se programando direito, ou aquilo não é uma prioridade. Simples assim. ”

Resumindo as fantásticas dicas para se chegar ao sucesso, da autoridade de quem chegou lá e conhece bem as técnicas externas ao Direito feitas para maximizar os resultados na busca pelo sucesso, como coaching e PNL, Renato diz que cada um deve se esforçar em equilibrar os próprios valores com o próprio potencial. Ele lembrou inclusive de uma época em que explorava as potencialidades deixando de lado um de seus valores, o valor família, quando então corrigiu esta distorção. Diz o mestre: “O sucesso profissional é a exata junção de respeitar os seus valores, explorando as suas potencialidades máximas”.

Enfim, para que você aproveite ainda mais esta sensacional entrevista, diga aí: quais são seus valores? E qual a sua potencialidade máxima? O Renato encontrou e convida você a fazer o mesmo!

Por Fabricio Almeida Carraro – treinador jurídico e advogado

Publicado originalmente em www.heroisdodireito.com.br

Baixe nosso e-book gratuito com as 10 atitudes para o sucesso no Direito:

https://heroisdodireito.com.br/ebook/

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)